Onda de frio mata pelo menos dois moradores de rua no interior de SP

Um deles foi encontrado morto em Juquitiba, no interior do Estado, e outro em Penápolis

Carolina Spillari, estadão.com.br

28 de junho de 2011 | 16h27

SÃO PAULO - Dois moradores de rua morreram de frio na madrugada desta terça-feira, 28. Um deles foi encontrado morto em Juquitiba, no interior de São Paulo, e outro em Penápolis.

 

Em Juquitiba, o homem conhecido como "russo" acabou falecendo na Praça Manuel Jesuíno Godinho, no centro da cidade. O corpo do morador de rua foi recolhido por volta das 12h. Ele tinha barba e bigode e vestia jeans azul claro e camiseta. A perícia feita no corpo constatou a morte por baixa temperatura. Em Juquitiba nesta madrugada os termômetros registraram 1ºC.

 

Na cidade de Penápolis morreu Dejair Ramos da Silva, de 48 anos. Seu corpo foi encontrado na Rua Adolfo Hecht, 777, Vila das Fábricas, perto da linha férrea, por volta de 6h da manhã desta terça-feira. O reconhecimento de seu corpo foi feito pelo sobrinho, o qual era visitado por Dejair de vez em quando. No entanto, passava muitos dias pelas ruas. Penápolis chegou a registrar 4,6ºC nesta madrugada.

 

A frente fria chegou no estado no domingo à noite e desde então os termômetros estão registrando temperaturas baixas principalmente na madrugada. Na noite da segunda-feira, 27, a Defesa Civil de São Paulo decretou estado de alerta por baixa temperatura. Com isso, os aparelhos de acolhimento ficam preparados para atender ocorrências, em especial, da população de rua que corre risco de vida nessa época.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.