POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL/DIVULGAÇÃO
POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL/DIVULGAÇÃO

Onça-parda ferida é resgatada em rodovia no interior de SP

Polícia Militar Ambiental suspeita que felino encontrado com dificuldade para andar no canteiro central da rodovia Washington Luís tenha sido atropelado

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

25 Fevereiro 2018 | 20h37

SOROCABA - Uma onça-parda adulta, provavelmente ferida por atropelamento, foi parar no canteiro central da rodovia Washington Luís, na manhã deste domingo, 25, em Fernando Prestes, no interior de São Paulo. O felino tinha dificuldade para andar e estava com um ferimento na boca. Uma equipe de patrulhamento da Polícia Militar Rodoviária avistou a onça caída na grama e entrou em contato com a Polícia Militar Ambiental de Ribeirão Preto, na mesma região. 

Os policiais usaram uma rede para conter o animal e tiveram de aplicar sedativos para que ele fosse examinado. A onça-parda estava com uma presa quebrada e tinha fraturas nos membros traseiros. A Polícia Ambiental acredita que o felino tenha sido atropelado quando atravessava a rodovia, na altura do km 338 da Washington Luís. A onça foi levada para o destacamento do Corpo de Bombeiros em Taquaritinga, mas será transferida para a instituição Mata Ciliar, em Jundiaí, onde deve passar por cirurgia.

Essa foi a terceira ocorrência envolvendo onças-pardas só neste mês no interior de São Paulo. No dia 12, um felino da espécie foi capturado em área reservada para hóspedes de um hotel, em Indaiatuba. A onça foi solta em mata da região. Um dia antes, uma onça-parda adulta foi capturada após se alojar na copa de uma árvore, na área urbana de Taquaritinga. De acordo com a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Márcia Gonçalves Rodrigues, os casos estão relacionados com a ocupação do habitat natural desses felinos pela expansão urbana ou das lavouras. 

Mais conteúdo sobre:
Rodovia Washington Luísonça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.