Oito vereadores são cassados e outros três absolvidos em SP

Líder do governo na Câmara foi condenado; doações ilegais durante campanha eleitoral motivaram investigação

Fábio Leite - Jornal da Tarde,

22 Fevereiro 2010 | 12h55

Foram divulgados nesta segunda-feira, 22, os nomes de oito vereadores cassados e outros três absolvidos na Câmara de São Paulo. Antônio Donato (PT), Marco Aurélio Cunha (DEM), Ítalo Cardoso (PT), Arcelino Tatto (PT), Juliana Cardoso (PT), Gilberto Natalini (PSDB), José Américo Ascêncio Dias (PT) e o líder do governo na Câmara, José Police Neto (PSDB) foram cassados.

 

Veja também:

linkAutor do IPTU progressivo está entre cassados

linkEmpresas doadoras receberam R$ 243 mi da Prefeitura

link'Não temo perder o mandato', diz Kassab após cassação

linkSem prazo, recurso será julgado em segundo instância

 

Já os vereadores João Antônio (PT), Milton Leite (DEM) e Mara Gabrilli (PSDB) foram absolvidos. O presidente da Câmara, Antônio Carlos Rodrigues (PR), ainda não foi julgado.

 

O motivo da cassação é o recebimento de doações ilegais na campanha eleitoral de 2008 feitas pela AIB e por empresas e concessionárias de serviços públicos.

Mais conteúdo sobre:
Vereadores cassação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.