Oito pessoas já foram ouvidas sobre morte de jovem no litoral

Imagens do circuito de segurança do prédio mostram um homem entrando no prédio; corpo foi achado na cama

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

29 Janeiro 2009 | 12h43

Oito pessoas já foram ouvidas sobre a morte da adolescente Léia Cristina da Quinta Schemkel, de 16 anos. Ela foi encontrada morta no apartamento onde morava com a irmã no domingo, 25, em São Vicente, no litoral sul paulista. Duas das pessoas ouvidas sobre a morte da jovem eram amigas íntimas dela.   Veja também: Adolescente é achada morta em apartamento de São Vicente    O diário pessoal da adolescente foi usado para dar informações sobre pessoas próximas à vítima, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública. A vítima foi achada morta sobre o colchão. Não havia sinais de violência e foram encontradas manchas roxas em seu pescoço.   As imagens do circuito interno de segurança mostram a chegada do homem, às 7h20 da manhã do domingo, meia hora depois que a irmã da vítima saiu para trabalhar. Ele fica no portão e só consegue entrar quando um morador sai do prédio. Já no corredor, ele tenta abrir a porta que dá acesso à escadaria, mas não consegue. A última imagem do suspeito mostra ele olhando para cima.   Depois de ver a gravação, o delegado Jorge Álvaro Cruz, que investiga o caso, voltou ao local do crime para verificar a possibilidade de o assassino ter escalado o muro. As suspeitas da polícia só serão confirmadas com o laudo do Instituto Médico-Legal, que vai indicar o horário da morte da adolescente. Por enquanto, a hipótese mais provável é de que a jovem tenha sido morta enquanto dormia.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.