Obras previstas para o primeiro semestre ainda nem começaram

Nos terrenos, há de barracos irregulares a criação de galinhas; na Lapa, será preciso [br]remover uma feira livre

Rodrigo Burgarelli e Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2011 | 00h00

Segundo o cronograma da Agenda 2012, este deve ser o ano mais "verde" da cidade: nada menos que 32 novos parques estão previstos para serem inaugurados até dezembro. A reportagem, entretanto, visitou seis áreas cuja inauguração está prometida para junho e constatou que, na maior parte delas, as obras ainda nem começaram.

É esse o caso do futuro Parque Linear Cipoaba, em São Mateus. No local, há um pouco de tudo: barracos irregulares, criação de galinhas e patos, carcaças de veículos abandonados, hortas de alface e pés de milho. Mas a maior atração atual do futuro parque é o trio Bandido, Negão e Milagre - que são, respectivamente, um pônei, um cavalo e um bezerro criados por um grupo de 12 amigos das redondezas. Segundo um deles, que se identificou apenas como Emerson, os bichos alegram as crianças do bairro e dormem em uma cocheira particular, apesar de pastar diariamente em área pública.

No futuro Linear Ivar Beckmann, na Lapa, as obras também nem começaram. Lá, o que existe hoje é uma enorme feira livre ocupada por camelôs que ainda nem foi desmontada pela Prefeitura. Já no Sena, do Tremembé, a situação é diferente: segundo moradores, ele já existia como a antiga Praça Coronel Pedro de Castro. Após uma reforma de R$ 431 mil, a área vai mudar de nome e receber a denominação "parque", mesmo sem haver desapropriação prevista no local para acréscimo de área. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informou que os parques citados se encontram em fase de projeto, mas não comentou se há atraso no cronograma das obras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.