Obras no fim da gestão somam quase R$ 12 bilhões

Se todos os contratos anunciados por Gilberto Kassab (PSD) para o fim da sua gestão forem assinados, pelo menos R$ 11,9 bilhões em grandes obras serão iniciados no seu último ano de mandato. O próximo prefeito, portanto, terá de arcar com essa conta, já que a legislação impede a rescisão de contratos desse tipo durante a mudança de gestores.

/ R.B., O Estado de S.Paulo

13 Março 2012 | 03h03

A superintendente de Habitação Popular, Elisabete França, defende os contratos do Programa Mananciais, afirmando que as intervenções estão previstas no Plano Municipal de Habitação. "Vamos deixar tudo pronto. Se o próximo prefeito fosse deixar para estudar e lançar a licitação só quando assumissem, não iriam inaugurar essas obras."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.