Paulo Pinto/AE-7/2/2011
Paulo Pinto/AE-7/2/2011

Obras já fazem parte de planos antigos

De escolas a rodoviária em Itaquera, pacote também está no plano de metas de 2012

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2011 | 00h00

Além do pacote de obras viárias anunciadas, o governo municipal também promete tirar do papel obras que já estão previstas não só no Plano de Desenvolvimento da Zona Leste, de 2003, como na Agenda 2012, programa de metas que devem, por lei, ser concluídas em 20 meses - e, portanto, bem antes da Copa.

Entre essas promessas estão unidades da Faculdade de Tecnologia (Fatec), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e da Escola Técnica Estadual (Etec). Das três, só a primeira está em construção, com previsão de entrega para o ano que vem. Além delas, também estão no papel (ou em fase de estudos) um novo fórum de Justiça em Itaquera, uma nova rodoviária, laboratórios e incubadoras de empresas de tecnologia de informação (para os quais a Prefeitura ainda finaliza a cessão de terrenos), um centro de convenções e eventos, um Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e postos de bombeiros e PM.

Esses projetos ainda integram o plano do Polo Institucional de Itaquera, cujo objetivo é desenvolver a economia local para levar empregos ao bairro. Há quase quatro anos, o prefeito Gilberto Kassab promulgou a Lei 14.654, que alterou o Programa de Incentivos Seletivos de 2004. A lei concede incentivos fiscais a empresas de comércio, serviços e indústrias que realizarem investimentos na região, ao se transferirem para lá. O objetivo era empregar a mão de obra local, uma vez que grande parte não trabalha na zona leste.

Para Maurício Broinizi, coordenador executivo da Rede Nossa São Paulo, trata-se de um processo de descentralização na cidade que finalmente está chegando a uma parte da zona leste. Segundo ele, a região, por ser densamente povoada, precisa de mais atividade econômica, educacional, formação de profissionais etc. "A região hoje é predominantemente dormitório", afirma, defendendo que a Prefeitura faça um planejamento de modo a atrair o investimento privado.

Alguns elementos do Plano de Desenvolvimento da Zona Leste, porém, acabaram abandonados. Como a ideia de criar uma faculdade de Engenharia em São Miguel Paulista e outra de Administração em Itaquera.

Jacu

A Operação Urbana prevista para a área também está na Agenda 2012 - na metade do andamento, segundo o site das metas.

PONTOS-CHAVE

A primeira ligação

O primeiro trecho da Radial Leste foi aberto ao público em 1967. A via facilitou o acesso do centro à zona leste na época em que a principal entrada era o Viaduto Diário Popular.

Transporte melhor

5

Estações de metrô da zona leste foram inauguradas em 1988, incluindo a Corinthians-Itaquera

Programa

A prefeita Marta Suplicy (PT) instituiu em 2003 o Programa de Desenvolvimento Econômico da Zona Leste, que previa uma série de ações, mas muitas ficaram somente no papel.

Atual gestão

O prefeito Gilberto Kassab entregou em 2008 um novo trecho do prolongamento da Radial Leste e um túnel sob a Avenida Águia de Haia, no distrito de Artur Alvim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.