Divulgação
Divulgação

Obras inéditas de Aleijadinho vão viajar o País

Seis esculturas atribuídas ao mestre do barroco poderão ser vistas nos quartéis do Exército

JOSÉ MARIA TOMAZELA , SOROCABA, O Estado de S.Paulo

03 de maio de 2012 | 03h02

Depois de serem mostradas em São Paulo, seis esculturas atribuídas ao mestre do barroco brasileiro Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, vão viajar pelo Brasil. As imagens de santos católicos, até então inéditas, ficaram expostas até anteontem no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR) do Exército, na capital paulista.

Segundo o pesquisador Marcelo Coimbra, de Itu, que descobriu as imagens, o Exército abriu as portas dos quartéis para receber o acervo. "Estamos acertando a próxima exposição em Brasília e depois vamos a outras capitais. A exposição será itinerante." Coimbra é coautor do catálogo das obras de Aleijadinho e descobriu as seis peças inéditas em poder de antiquários e colecionadores mineiros.

Ele ainda aguarda os laudos que confirmam a autoria, mas já obteve do perito a certeza de que são do mestre do barroco. As seis peças não constam do mais recente inventário das obras de Aleijadinho, lançado no ano passado pelos historiadores mineiros Márcio Jardim e Herbert Sardinha Pinto, em coautoria com o pesquisador ituano. O Catálogo Geral da Obra de Aleijadinho registra 486 esculturas.

As seis peças novas estão ao lado de outras 42 obras da exposição já com autoria atribuída ao mestre. Uma das mais expressivas, um São José de presépio, é muito parecida com a do apóstolo Tiago do quadro da Santa Ceia de Aleijadinho existente em Congonhas (MG), segundo Coimbra. "O Senhor dos Passos, que também é inédito, lembra a escultura de Congonhas, que está no catálogo." Esculturas pequenas de Nossa Senhora da Conceição, São Manoel e Santo Antônio completam o conjunto de novas imagens sacras de Aleijadinho, uma vez que a sexta obra é de um tocheiro, usado nas igrejas antigas. "São todas da fase intermediária do artista, esculpidas por volta de 1780", disse Coimbra.

O pesquisador, que é também curador do acervo, acredita que pode haver outras imagens a serem descobertas. Ele mesmo localizou, no fim do ano passado, em uma igreja de Cuzco, no Peru, um busto de santo que garante ser de Aleijadinho.

Tudo o que sabemos sobre:
obrasaleijadinhoarte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.