Obras da Sabesp deixarão cerca de 3 milhões sem água em SP

Serviços fazem parte das obras de ampliação do sistema, que aumentará a oferta de água tratada para a Grande São Paulo

Priscila Trindade - Central de Notícias,

08 de novembro de 2010 | 11h49

SÃO PAULO - Obras da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) deixarão cerca de três milhões de moradores de vários bairros da zona leste da cidade e da Região Metropolitana de São Paulo sem água na terça-feira, 9.

 

Serão afetados o abastecimento para cerca de 730 bairros da região leste da capital e todos os bairros das cidades de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá e Suzano, além de parte de Guarulhos, Mauá e Mogi das Cruzes, com reflexos, ainda, nas regiões de São Matheus e Sapopemba, onde poderão ocorrer intermitências no fornecimento de água.

 

De acordo com a Sabesp, serão necessárias 12 horas de parada do sistema produtor Alto Tietê, que é responsável por cerca de 15% da produção de água tratada da Região Metropolitana de São Paulo, para a execução de serviços na Estação de Tratamento de Água Taiaçupeba.

 

Os serviços fazem parte das obras de ampliação do sistema, que aumentará a oferta de água tratada para a Grande São Paulo, e permitirão acréscimo imediato de dois mil litros de água por segundo na capacidade de tratamento em Taiaçupeba (equivalente a encher quatro piscinas olímpicas a cada uma hora).

 

A Sabesp informa que para minimizar o efeito da intervenção, a empresa irá abastecer parte da região com outro sistema produtor, o Cantareira, que atenderá as regiões da Penha, Cangaíba, Jardim Popular e Ermelino Matarazzo, com a possibilidade também de interrupção de abastecimento.

 

Segundo a empresa, a recuperação do abastecimento ocorrerá de forma gradual, logo após o término das atividades de manutenção. Os bairros localizados em pontos mais altos e distantes dos reservatórios poderão ter o fornecimento de água restabelecido de forma mais lenta no decorrer da madrugada de quarta-feira, 10.

 

Durante o período de manutenção, a Sabesp pede a toda a população que economize água, utilizando racionalmente a água armazenada nas caixas residenciais. Os casos de emergência serão atendidos pelo telefone 195, que funciona ininterruptamente, durante 24 horas. A ligação é gratuita. Mais informações no site podem ser obtidas no site www.sabesp.com.br.

Tudo o que sabemos sobre:
Sabespmanutenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.