Obra interdita parte do corredor da Rebouças

Para troca de asfalto por outro piso, pontos das Avenidas Francisco Morato e Eusébio Matoso ficam 50 dias fechados

Felipe Tau, O Estado de S.Paulo

09 Julho 2011 | 00h00

Três novos pontos do corredor de ônibus Campo Limpo-Rebouças serão interditados para obras a partir das 10h de hoje. A troca do asfalto por um piso de cimento mais resistente nesses locais deve levar 50 dias. No período, os coletivos vão compartilhar a faixa da direita com os carros nesses trechos. A readequação dos 10,1 km do corredor começou em 21 de maio e deve terminar no ano que vem.

Na Avenida Francisco Morato serão fechados dois trechos no sentido centro: entre as Ruas Sapetuba e Miragaia (200 metros) e entre a Avenida Vital Brasil e a Ponte Eusébio Matoso. O trecho entre as Ruas Edmundo Scannapieco e Dráusio, com 1,4 km de extensão, já estava em obras. Na Avenida Eusébio Matoso, a interdição ocorre entre a Rua Ibiapinópolis e a Avenida Rebouças (900 metros), nos dois sentidos.

A CET sugere que os veículos que seguem para o centro vindos das Avenidas Corifeu de Azevedo Marques, Eliseu de Almeida e Francisco Morato e da Rodovia Raposo Tavares usem as Pontes Cidade Jardim e Cidade Universitária como alternativa.

O custo das obras é de R$ 22,9 milhões. Com o novo pavimento, a velocidade média dos ônibus deve aumentar entre 10% e 15%, estima a Prefeitura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.