Obra fecha trecho da Rebouças

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) decidiu interditar durante pelo menos 20 dias um trecho de cerca de 500 metros de extensão do corredor de ônibus da Avenida Rebouças, na zona oeste da capital paulista.

O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2012 | 03h03

A via, que já tem uma das velocidades médias de deslocamento mais baixas da cidade nos dias úteis (15,4 quilômetros por hora depois do horário de pico da manhã), ficará bloqueada ao tráfego de coletivos apenas no sentido centro, entra as Ruas Oscar Freire e Doutor Melo Alves, na altura do bairro dos Jardins.

Nesse trecho, a pista foi bloqueada anteontem para a realização de obras de infraestrutura no corredor, que vai da Avenida Francisco Morato, passa por Eusébio Matoso e Rebouças, e continua pela Rua da Consolação, até chegar ao centro.

De olho. Os marronzinhos do setor de Engenharia de Campo da CET vão monitorar a interdição e dar orientação aos motoristas, avisou a companhia. Como medida preventiva de segurança, a CET recomendou a quem precisar passar pelo trecho interditado que dirija em velocidade reduzida assim que avistar os cones de sinalização da "canalização da pista", à esquerda para quem segue em direção à Avenida Paulista.

A CET também divulgou duas rotas alternativas para fugir da lentidão na Avenida Rebouças. Técnicos da CET recomendaram os trajetos próximos da Rebouças para quem sai da zonas oeste e sul, precisa chegar ao centro e tem por costume usar a via: ambos passam pelas Avenidas Brigadeiro Faria Lima e Cidade Jardim. As opções seriam seguir depois pela Avenida Europa e pela Rua Augusta; ou subir a Avenida 9 de Julho. / F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.