Obra do Expresso Tiradentes cede e atinge viaduto em SP

Ninguém ficou ferido; técnicos da Prefeitura avaliam os danos e apuram as causas do acidente

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

01 de abril de 2008 | 03h51

Parte da estrutura do piso por onde circularão os ônibus do Expresso Tiradentes caiu, no final da noite de segunda-feira, 31, sobre o Viaduto Grande São Paulo, na Vila Prudente, região sudeste da capital paulista. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego(CET), ambos os sentidos do viaduto estão interditados. Ninguém ficou ferido e nenhum veículo foi atingido. Veja também:Viaduto atingido pelo Expresso Tiradentes é interditadoAcompanhe a situação do trânsito rua-a-rua  O impacto do choque da estrutura que cedeu sobre o viaduto foi amortecido pela mureta de concreto da própria obra e da plataforma - de madeira e ferro - usada pelos operários na concretagem do talude. Funcionários da Prefeitura, engenheiros e técnicos da São Paulo Transportes (SPTrans) estão no local para avaliar os danos causados na obra e tentar apurar a causa do desabamento. O motorista que trafega pela Avenida do Estado e acessaria a Avenida Luís Ignácio de Anhaia Mello pelo Viaduto Grande São Paulo tem como opção a avenida das Juntas Provisórias, o Viaduto Gazeta do Ipiranga e a Rua Capitão Pacheco e Chaves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.