Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Obra de usina no Rio Tietê não tem data para sair

Prometida no ano passado, reativação de estrutura era aposta para reduzir mau cheiro e formação de espuma

DIEGO ZANCHETTA, RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

03 Julho 2012 | 03h03

Prometida para o ano passado, a reativação da Usina Edgard de Souza, em pleno Rio Tietê, era uma das apostas do governo estadual para reduzir o mau cheiro do rio e a formação de espuma no curso d'água após a Grande São Paulo. Inaugurada em 1901, a usina é a mais antiga hidrelétrica a operar no Brasil. O reinício dos trabalhos estava prometido para 2011, mas, segundo a Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A. (Emae), não há mais previsão para a obra sair.

1. Qual é a história da Barragem Edgar de Souza?

Construída em 1901 no município de Santana do Parnaíba, na Grande São Paulo, a barragem foi a primeira usina hidrelétrica do Brasil a entrar em funcionamento. Sua construção estava ligada à necessidade de abastecer a capital paulista, que vivia um grande boom de crescimento por causa do comércio de café. Ela foi desativada em 1982, em uma época em que a Região Sudeste estava bem abastecida de energia elétrica graças à construção da Usina de Itaipu.

2. No que a sua reativação ajudaria o Tietê?

Segundo a Empresa Metropolitana de Águas e Energia S. A. (Emae), a religação das turbinas da barragem ajudaria a diminuir o mau cheiro à jusante do Rio Tietê, no sentindo do interior do Estado. Além disso, a espuma formada por dejetos químicos do Tietê, que costuma chegar a municípios como Salto, também diminuiria. A explicação é que o trânsito da água dentro das turbinas aumentaria a oxigenação.

3. Quanto custaria?

Em 2009, ano em que a Emae prometeu a reinauguração da usina, o custo estava estimado entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões. Mas o investimento também seria compensado pelo lucro da venda da energia gerada. A usina teria capacidade para abastecer uma cidade com até 100 mil habitantes.

4. Porque a obra não saiu até agora?

Questionada pela reportagem, a Emae afirmou que priorizou a construção da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Pirapora. Ela também fica no Rio Tietê, mas mais no interior do Estado, na cidade de Pirapora do Bom Jesus. Segundo a empresa, a construção já está em andamento e tem previsão para ser inaugurada em 2014.

5. E quando deverá ser reativada a Usina Edgard de Souza?

A Emae informou que está desenvolvendo estudos para obter a Licença de Regularização de Operação, a partir da qual será possível atualizar os estudos de viabilidade técnico-econômica do empreendimento. Só depois disso o novo prazo para funcionamento será definido.

A QUEM RECLAMAR

Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A. (Emae)

(11) 5613-3856

comunicacao@emae.com.br

Ouvidoria do Estado de São Paulo

(11) 3111-6800

http://www.ouvidoria.sp.gov.br

http://www.cidadao.sp.gov.br/

Sugestões para a coluna?

MANDE DICAS E COMENTÁRIOS PARA: DIEGO.ZANCHETTA@GRUPOESTADO.COM.BR OU RODRIGO.BURGARELLI@GRUPOESTADO.COM.BR.

Mais conteúdo sobre:
SP na Gaveta

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.