Obra de Aleijadinho, Cristo é achado em Itu

Peça em madeira na posição de dançarino de balé tem 30 cm e atrai estudiosos

JOSÉ MARIA TOMAZELA, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2012 | 03h05

Uma escultura representando Jesus Cristo crucificado, com o corpo esguio e na posição de dançarino de balé clássico, acaba de ser identificada como obra de Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e já atrai estudiosos a Itu, a 98 quilômetros de São Paulo. De acordo com o pesquisador Marcelo Coimbra, a imagem estava entre as peças de um colecionador mineiro, mas ele não havia atentado para a característica invulgar do trabalho.

"Quando retirei o Cristo da cruz para remover um dos braços, que não era autêntico, percebi que se tratava de uma raridade", diz. A escultura, em madeira com vestígios de policromia, mede 30 cm e foi feita provavelmente entre 1781 e 1790. De acordo com a avaliação do historiador Márcio Jardim, autor dos mais recentes catálogos gerais da obra do mestre mineiro, a imagem pertence ao ciclo de plena maturidade do artista, marcada pela extrema erudição e erotismo. "O perizonium (pano que recobre as partes pudicas) é curto, mostrando o seu corpo completamente desnudo em seu perfil direito", escreve no laudo. Os cabelos de Cristo recaem sobre o ombro direito em mechas sinuosas, revelando o rosto típico do mestre, semelhante ao Cristo Crucificado do Museu do Aleijadinho, em Ouro Preto.

"A obra evidencia a plena maturidade técnica de Aleijadinho no que se refere à anatomia", detalha o laudo. Coimbra planeja mostrar o Cristo bailarino com outras esculturas da mesma fase. Por ora, a peça está à disposição apenas de pesquisadores, como um grupo que já o procurou, interessado em expor a obra em Minas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.