OAB diz que redução de velocidade serve para conter rombos em arrecadação

Entidade vai levar estudo à Justiça mostrando que Haddad quer aumentar multas

Rádio Estadão

19 de agosto de 2015 | 12h47

SÃO PAULO - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acredita que a redução de velocidade nas Marginais do Tietê e do Pinheiros vai servir para a Prefeitura repor o caixa. A entidade vai encaminhar um laudo para a Justiça onde afirma que, a partir de março de 2015, quando o órgão diz haver queda na receita dos cofres municipais, a gestão Fernando Haddad (PT) resolveu aumentar o número de multas para conter um rombo e financiar a construção de ciclovias. 

Junto com a ação da OAB também para derrubar a diminuição das velocidades nas Marginais há um investigação do Ministério Público Estadual (MPE). Os promotores querem saber se próximo dos locais dos acidentes há radares assim como se a Prefeitura levou em conta os inquéritos policiais sobre as mortes nas vias. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.