O vício do botox

Que clube é esse?

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

05 Abril 2012 | 03h02

É dura a vida de publicitário! O cara convence o cliente a gastar uma fortuna para associar seu produto a um time de garotos-propaganda com Neymar, Fábio Assunção, Fernando Meirelles, Herbert Vianna, Carlos Saldanha, Maria Gadú, MV Bill e Milton Nascimento para, de repente, ver o "clube Nextel" reduzido no noticiário ao grupo de amigos que Carlinhos Cachoeira habilitou em sua rede telefônica privê de bicheiro internacional. Só falta o Demóstenes Torres aparecer dizendo "essa é a minha vida, esse é o meu clube", né não?!

Consolo

Entreouvido em conversa de torcedores italianos do Milan à saída do estádio Camp Nou: "Afora o Barcelona, o que mais está dando certo na Espanha?"

Dedo-duro

Se você ainda não entendeu direito para que serve um tablet, fique sabendo que a polícia italiana prendeu nesta semana um falso cego que, num momento de distração, operou sem dificuldades em público um desses aparelhos com tela sensível ao toque. Ou seja, o troço tem mil e uma utilidades.

A boa e velha

O problema da Ideli Salvatti é que, por pior que seja seu papel no noticiário, a ministra já não consegue decepcionar ou surpreender mais ninguém!

Ladeira abaixo

Tombamento de bondes no Rio não é mais acidente em Santa Teresa. Virou tema de edital do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. E não se fala mais nisso, ok?

A megaoperação da Polícia Federal contra o tráfico de botox no eixo São Paulo-Piauí confirma a tese de que a toxina botulínica é um vício como outro qualquer! Depois do crack, deve ser a droga cujo consumo mais cresce no País, a despeito da dose malhada sair a R$ 400 no comércio clandestino.

Cumpra-se a lei, mas que não se cometa com os dependentes de botox a mesma falta de atenção dispensada aos que hoje movimentam as cracolândias brasileiras.

Botox é, além de caso de polícia, uma questão de saúde pública!

Precisa investigar que barato é esse que a coisa proporciona na primeira dose para te levar a outra, mais outra, umazinha mais... Que prazer, enfim, dá encher a cara de botox para ficar igual à Renata Sorrah?! Quem se aplica na "boca" mais próxima com produto de origem duvidosa acaba que nem o Amaury Jr.!

Se o êxtase não é estético, enfim, que diabos leva uma pessoa a se entregar à droga desse jeito?

Converse com seus filhos, mostre a eles fotos de gente famosa que perdeu inteiramente a expressão de tanta picada que tomou na testa, sei lá...

Ou a gente cuida das novas gerações agora ou teremos de buscá-las um dia numa botoxilândia qualquer!

Lady Nadine

A exemplo do Rei Roberto Carlos, Neymar quer batizar com o nome da mãe o superiate que comprou no Guarujá. Vai se chamar Nadine o Lady Laura do jogador!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.