'O trânsito daqui é muito mais caótico'

O consultor americano Michael Enright esteve em São Paulo na semana passada para o seminário SP 2040, que teve o objetivo de desenvolver metas de longo prazo para a cidade. No currículo, ele traz trabalhos para metrópoles asiáticas como Xangai - onde eventualmente mora.

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2011 | 00h00

Na quinta-feira, ele palestrou no painel A Cidade que Queremos e citou o que mais o impactou durante sua estada aqui. "Sobrevoei São Paulo de helicóptero e fiquei impressionado em ver como há poucas áreas verdes. Isso cria muitos desafios", disse.

Entre os problemas críticos diagnosticados pelos especialistas que participaram do evento, Enright foi especialmente enfático em relação ao transporte coletivo. "O metrô de São Paulo é muito pequeno para o tamanho e a importância da cidade", disse.

O consultor lembrou que Xangai também enfrentou problemas de mobilidade, por causa da quantidade de imigrantes que abriga. Contou que, lá, o governo investiu em estradas, para dar acesso rápido ao centro, mas também em transporte público, para quem o utiliza de casa para o trabalho. Citou ainda que houve investimento misto em moradia.

"O trânsito daqui é mais caótico", opinou. "São Paulo é muito importante para o País. A associação entre setor privado e governo pode ser de grande relevância."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.