O Tietê como cartão-postal

Uma programação que envolva o Rio Tietê não é exatamente passeio que se ofereça a nenhum turista na cidade de São Paulo. Mas fora da capital, em Barra Bonita (SP), o Tietê é uma espécie de Lagoa Rodrigo de Freitas: dá para fazer caminhadas em volta, andar de bicicleta, embarcar em um pedalinho e até pescar. Povoada por imigrantes italianos e espanhóis que chegavam usando o Tietê como estrada, a cidade cresceu em torno do rio. Com o crescimento do turismo, Barra Bonita ganhou uma infraestrutura de hotéis e restaurantes que valem o passeio.

, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2010 | 00h00

O QUE FAZER

Navegação e história no turismo da cidade

Um passeio de barco pela eclusa de Barra Bonita dura até 3 horas e pode ser ou não guiada. Muitas empresas disputam os turistas e oferecem preços variados. Para um pouco de história, o Memorial do Rio Tietê apresenta um acervo completo sobre o rio. Quem estiver de carro pode dar um passeio no fim de tarde pela Ponte Campos Salles, cuja arquitetura moderna se destaca na paisagem. Para a noite, a cachaçaria Água Doce e a choperia Barbina são os "points" da juventude. Quem prefere um jantarzinho mais tranquilo, a Pizzaria Cuore é uma das mais recomendadas.

Dicas de passeios

História

Centenária, a Igreja Matriz de São José foi restaurada recentemente. Tel.: (14) 3641-0359.

Presentes

A Praça do Artesanato reúne várias lojinhas de presentes. Funciona todos os dias, das 9h às 20h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.