Werther Santana/ Estadão
Werther Santana/ Estadão

'O show tem que continuar': X-9 emociona com homenagem a Arlindo Cruz

A presença do sambista no sambódromo do Anhembi é a principal novidade do primeiro dia de desfiles do grupo especial de São Paulo

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2019 | 05h48

SÃO PAULO - Penúltima da avenida nesta primeira noite de desfile no sambódromo do Anhembi, a X-9 Paulistana entrou na avenida para homenagear o sambista Arlindo Cruz às 5 horas deste sábado, 2. A escola foi a responsável pela grande novidade da noite: a presença do músico no sambódromo.

Arlindo se recupera de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofrido há dois anos e sua esposa chegou a anunciar nesta sexta-feira, 1, que o músico não poderia estar no desfile. Na madrugada deste sábado, contudo, sua participação foi anunciada nas redes sociais por seu filho Arlindinho, que é um dos compositores do samba que homenageia o pai.

Nas cores verde, vermelho e branco, a X-9 teve alas com referências às músicas do artista. Como mote, o samba-enredo trouxe "Meu lugar é cercado de luta e suor, esperança num mundo melhor! O show tem que continuar". A bateria animou o público, que vibrou, cantou em coro e registrou o espetáculo em vídeos e imagens. A rainha Juju Salimeni comandou a ala dos instrumentistas.

Na ala "O Show tem que continuar", uma celebração à composição do sambista, que canta "Quando em sua construção poética afirma que aconteça o que acontecer, o show da vida tem que continuar, mesmo que tenhamos que se apresentar em Paris, no Olimpiá". / COLABOROU IGOR MORAES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.