O Saulo de 'Passione'

O brasileiro reclama dos políticos de barriga cheia. Deveria dar graças a Deus por não ter ninguém em Brasília como Saulo, o filho da Fernanda Montenegro em Passione (TV Globo). Com todo respeito a Erenice Guerra, que também é mãe de um Saulo, igual ao da novela das oito, francamente, não há!

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2010 | 00h00

O cara tocou o filho drogado a pontapés para fora de casa, derrubou a mãe da presidência da empresa da família, sabotou projeto de rival na diretoria, desviou dinheiro da firma, bateu na filha, chutou a cara do mordomo, chantageou o irmão, tratou a mulher feito cachorra, suspeita-se que tenha matado o próprio pai!

Ficha-suja, para ele, é pinto! A estupidez do ser humano ganha com o personagem, na interpretação convincente de Werner Schünemann (o nome dele já assusta!), um novo ícone do mau-caratismo na TV. Em defesa do autor, Silvio de Abreu, deve-se dizer que Saulo terá castigo pra lá de merecido no capítulo da próxima segunda: será encontrado morto a facadas. Na cena, segundo a imprensa especializada, ele está nu, de bruços, agarrado a um travesseiro ensanguentado, num motel de quinta.

Vai dizer que tem coisa pior em Brasília? Eu, hein!

Grã-Bethânia

Susan Boyle está apavorada com a concorrência! O Reino Unido arrumou outra caloura de programa de TV para se emocionar. A cantora

Gamu Nhengu, de 18 anos, nascida no Zimbábue, não é nenhum tribufu, mas vive o drama de um processo de deportação na Escócia. Tá uma choradeira danada

por lá!

Melô do carioca

"Ê, hoje tem arrastão (...)/ Valha-me, meu Nosso Senhor do Bonfim!"

VINÍCIUS DE MORAES

Conforme o figurino

Para coroar a combinação do calor de Abu Dhabi com a pobreza do futebol do adversário, o Brasil de Mano Menezes jogou ontem contra o Irã num estádio, em grande parte, vazio. Ricardo Teixeira deve estar exultante! Só faltou à seleção perder.

Orgulho da família

Reeleito deputado federal, ACM Neto circula todo prosa pela Bahia. Também, pudera! Sua filhinha de quase 4 anos já está quase do tamanho dele.

Agora vai!

A direção de jornalismo da Band está prometendo "algo nunca visto" no debate Dilma x Serra de domingo. Falta ainda acertar com as assessorias dos candidatos detalhes sobre o uso de gel no tatame!

Ah, bom!

Felipe Massa desmentiu o jornal alemão Bild, que lhe atribuiu a declaração de que jamais seria o segundo Barrichello da Ferrari. Isso quer dizer o seguinte: ele topa! E não se fala mais nisso, OK?

Peralá!

Há de se dar um desconto às coisas que o Lula diz em dia de festa de batismo de plataforma da Petrobrás, especialmente depois que o pré-sal lhe sobe à cabeça. Aconteceu ontem de novo!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.