O santuário de Fátima Bernardes

O plantão de Fátima Bernardes ao relento na porta do hotel que hospeda a seleção brasileira em Johannesburgo já está virando ponto de peregrinação internacional. Tudo começou depois que ela quase pegou pneumonia no sereno do Fantástico. Toda noite, desde então, um grupo de torcedores brasileiros leva chocolate quente, chimarrão, cobertas e o que mais possa ajudar a apresentadora a vencer o frio nas madrugadas do Jornal Nacional na África do Sul.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2010 | 00h00

A ação humanitária virou romaria quando vizinhos sul-africanos, sem entender direito a movimentação, espalharam o boato de que as aparições de Fátima ao vivo eram milagrosas. Comenta-se em Soweto que ela teria feito Dunga ver Ramires e Daniel Alves no lugar de Felipe Melo e Elano. Resultado: espera-se, já para a edição desta quarta-feira, a presença no local de uma pequena multidão de afro-desvalidos em busca da graça de Fátima no telejornal da Globo.

Quem sabe, se der confusão, William Bonner tira a patroa dessa roubada, né? Por que deixar a pobre coitada toda madrugada - o JN entra no ar à 1h10 horário local -, costeando o alambrado da concentração? A não ser que algum jogador pule a cerca na imagem de fundo, que informação o cenário deserto e gelado acrescenta à fala de Fátima? Pura maldade de editor - ô, raça!

Ah, bom!

A chamada "doutrina Obama" ganhou contornos mais definidos nesta semana depois que o presidente americano declarou a uma rede de TV que está "atrás de uns traseiros para chutar".

Aí tem!

O que fazem os aloprados do PT que não providenciam logo um dossiê sobre o que José Serra ganhou dançando "Ah, muleke" com Sabrina Sato para o Pânico na TV?

Não tem erro

Dunga repetiu contra a Tanzânia a camisa branca que usou no amistoso da seleção no Zimbábue. Tá dando uma sorte danada, né?

Boa de conta

Gisele Bündchen entrou de cabeça na campanha de conscientização da importância de se fazer xixi no banho. O site da top model garante que a prática, se adotada por

um grupo de 19 pessoas, economiza 83.220 litros de água por ano.

É, muito provavelmente, a única loura capaz de fazer este cálculo no mundo.

Honduras penas

Hillary Clinton está em turnê pela América do Sul, provavelmente fugindo do assunto Israel. Fundamental agora, diz a secretária de Estado dos EUA, é discutir a volta de

Honduras à OEA.

O pivô do dossiê

Não convidem Nelson Rodrigues e Dias Gomes para a mesma nuvem. Eles brigam no céu pelos direitos autorais de "Onésimo, o ex-delegado", personagem que o noticiário político não está sabendo escrever direito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.