O sanduíche mais famoso do País

Livro conta como o bauru foi inventado, em 1936

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2012 | 03h09

Pouca gente discorda que o bauru seja o sanduíche mais famoso do Brasil. Mas a data de criação do lanche nunca foi um consenso. Até agora. Com o livro Ponto Chic - Um Bar na História de São Paulo (242 páginas, Editora Senac São Paulo, R$ 49,90), o jornalista Angelo Iacocca pretende encerrar essa discussão: para ele, a invenção do estudante bauruense Casimiro Pinto Neto aconteceu em 1936. "Mais precisamente, em novembro."

O livro será lançado no dia 24, em comemoração aos 90 anos do bar - inaugurado no Largo do Paiçandu e hoje com unidades em Perdizes, no Paraíso e em Ribeirão Preto. Iacocca vasculhou, nos últimos anos, documentos históricos e entrevistou dezenas de antigos frequentadores, artistas, políticos e escritores.

Casimiro Pinto Neto, conhecido pelo apelido de Bauru, por causa de sua cidade natal, era um dos assíduos frequentadores do Ponto Chic. Em uma noite, orientou o chapeiro a montar um lanche no pão francês, com queijo derretido, rosbife e tomate. O sanduíche caiu no gosto popular e acabou batizado com o apelido de Casimiro. "Sem dúvida, é o nosso carro-chefe", diz o atual dono, Antonio Alves de Souza, de 82 anos. "Vendemos cerca de 500 unidades por dia."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.