O roteirista-andarilho: raramente não vai a pé

Vias públicas: Há na cidade cerca de 50 mil logradouros; na região metropolitana, são mais de 90 mil

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

25 Março 2011 | 00h00

Em cartaz a partir de hoje no Teatro Sesi Paulista com a peça Menecma, o roteirista Bráulio Mantovani é um apaixonado pelas ruas de São Paulo. "Principalmente quando ando sem rumo", ressalta.

Ele mora no Jardim Paulista e costuma caminhar muito pelo centro, pela região da Avenida Paulista e pelo bairro de Pinheiros. "Eu vou ao supermercado andando. Vou ao cinema andando, à padaria, de casa para o trabalho e de volta para casa", conta. "Só não ando muito quando chove ou quando o sol é muito forte."

As ruas paulistanas servem de inspiração para seus textos. "Adoro andar distraído, rascunhando fragmentos de textos na cabeça", relata o roteirista. "Textos de trabalho e textos sem sentido, que podem nunca servir para nada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.