'O ranking é um indicador muito pobre'

Entrevista com Rodrigo Travitzki, doutor em Educação pela USP

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2013 | 02h12

O ranking com os resultados do Enem faz um bom retrato das escolas?

Sou a favor de indicadores de qualidade, mas não sou a favor do ranking. Ele é uma forma de indicador bem pobre. Você posiciona as escolas como se fossem times de futebol: primeiro, segundo, terceiro, e tem sempre um vencedor e um perdedor. Mas, para a educação, isso é muito perigoso.

Por que perigoso?

A diferença entre a primeira escola e a décima no ranking não é uma diferença estatisticamente relevante. Ou seja, ela não é uma diferença de fato. A ideia dos indicadores em si, e não do ranking, é a parte boa, que eu acho que era um pouco a intenção do Inep no início. A ideia é que escolas não podem ser uma caixa-preta e precisam mostrar o que elas fazem. Elas estão fazendo um serviço público. Mesmo as escolas privadas fazem um serviço público, um serviço para todos. Então, é claro que as pessoas precisam saber o que está acontecendo dentro das escolas.

Como fazer isso então?

É preciso ter avaliações externas e internas. Hoje damos muita importância às avaliações externas e o que precisamos é dar para a escola a oportunidade para que ela se avalie seguindo seus próprios critérios. E a comunidade deve participar disso. Muitas vezes, uma boa escola é aquela que atende bem à sua comunidade. No ranking, o que mais influencia a posição de uma escola é a escolaridade dos pais e a renda da família. O capital cultural e o capital econômico chegam a explicar 87% da nota.

Como você escolheria uma escola hoje?

Eu conversaria com as pessoas e visitaria a escola. Olharia os números? Olharia, claro, porque a gente gosta de números. Mas não daria atenção para eles. Eu conversaria com pessoas que têm filhos nessas escolas, daria uma olhada no recreio, veria como são as aulas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.