O que fazer para amenizar os efeitos da baixa umidade do ar

Beber muita água e colocar uma bacia de água no quarto são algumas das dicas

da Redação,

28 de agosto de 2008 | 08h51

Com a falta de chuva, as altas temperaturas e a grande quantidade de poluentes, a população de São Paulo sofre com a baixa umidade do ar. No entanto, há algumas medidas que podem ser tomadas para amenizar os efeitos do ar seco. Confira algumas dicas e os efeitos da baixa umidade do ar: Por quais mudanças o organismo passa quando a umidade do ar diminui?O aparelho respiratório e os olhos, que têm contato direto com a atmosfera são os que mais sofrem. O ar seco e poluído irrita garganta, traquéia, brônquios e pulmão. Isso causa deficiência de oxigenação, e as pessoas se sentem mais cansadas. A mucosa ocular fica irritada, o que dificulta a formação de lágrimas e facilita o contágio de doenças como a conjuntivite. Só as pessoas alérgicas sofrem com a baixa umidade do ar?As alérgicas são mais sensíveis. As crises de bronquite e sinusites são potencializadas. Mas a estiagem afeta a todos. Nos dias secos devemos beber mais água?É recomendável, mas isso varia de pessoa para pessoa. O ideal é manter a hidratação, bebendo pequenas doses de líquidos ao longo do dia. A quantidade depende da idade, tamanho, peso e altura.  A hidratação da pele deve ser maior em dias secos? Passar hidratante é recomendável, mas a atenção especial deve ser na hora do banho. Com a pele ressecada, aumenta a possibilidade de dermatites e manchas vermelhas. Por isso, é preciso evitar banhos quentes e demorados. Isso dissipa a película protetora da pele e a resseca ainda mais.  Adianta colocar bacia de água no quarto para dormir?Sim. Os umidificadores de ar são caros e têm efeito semelhante ao das bacias. E as dicas para praticar esportes? É praxe evitar exercícios físicos entre 10 e 16 horas. Nos outros horários, opte pelos parques. E no trabalho e no carro?Levar garrafa de água, passar protetor labial e molhar o rosto. Fonte: Ricardo Tardelli, coordenador estadual de Saúde

Tudo o que sabemos sobre:
ar secoumidade do ar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.