JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

O que fazer no Mandaqui

Dos bares da Engenheiro Caetano Álvares ao pé da Serra da Cantareira

O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2015 | 21h24

Parte do distrito de Santana, o Mandaqui, na zona norte na cidade de São Paulo, tem mais de 107 mil moradores, majoritariamente de classe média. Formou-se, assim como seus vizinhos, no entorno da Tramway da Cantareira e começou a ser povoado entre as décadas de 1920 e 1930.

Dois dos passeios mais significativos do Mandaqui são o Horto Florestal, compartilhado com o Tremembé, e uma parte do Parque Estadual da Cantareira. Para quem deseja fazer compras, o principal centro comercial é o Santana Parque Shopping – quando a fim de comer e beber, o público costuma recorrer ao complexo gastronômico do espaço. Também são bastante disputadas as mesas do bares e restaurantes da Avenida Engenheiro Caetano Álvares.

Comes e Bebes

A Churrascaria Soberana (Av. Engenheiro Caetano Álvares, 5824) costuma ficar apinhada de gente até durante a semana. Na mesma via, não é difícil encontrar bares para petiscar, a exemplo da Cervejaria Luiz Fernandes (número 5470), dos mesmos donos do Bar do Luiz Fernandes (R. Augusto Tolle, 610). Em ambos, é imperdível o famoso bolinho de carne e a "surpresa da Dona Idalina" (um bolinho de berinjela recheado de carne moída e mussarela). 

Ainda na Caetano Álvares, respectivamente nos números 5131 e 5496, fazem sucesso o Alemão, que aposta no pastel de carne seca mais geleia de pimenta e banana, e o Caetano's Bar (Av. Engenheiro Caetano Álvares, 5496), com uma versão do salgado de berinjela. No 5544, fica o Estação Mandaqui. No 5540, o Yes Brasil Pub. Os dois investem em música ao vivo. Tem pagode e samba no Estação. O sertanejo é o que prevalece na trilha do Pub.

Outro famoso bar da zona norte é O Mocofava (R. Ires Leonor, 237), com pratos típicos nordestinos. A Mercearia ZN (R. Casa Forte, 438) ocupa um imóvel da década de 1940. 

Entre as pizzarias, destaca-se a Terra Nostra (Av. Ministro Petrônio Portela, 983). Já a Panetteria ZN (Av. Engenheiro Caetano Álvares, 4740) ficou famosa por sua coxinha de 1 kg, mas a padaria também tem lanches, pratos e porções menores para todos os paladares. 

O complexo gastronômico do Santana Parque Shopping (R. Conselheiro Moreira de Barros, 2780) conta com uma unidade da prestigiada Casa Mathilde, e seus doces portugueses, e do Pastel da Maria. Tem chope bem tirado no Boteco Blá e hambúrgueres no Well's.

Passeios e prédios históricos

Horto Florestal (R. do Horto, 931): o Parque Estadual Alberto Löfgren (Horto Florestal) ocupa uma área de 1,7 milhão de metros quadrados ao lado do Parque Estadual Cantareira. Tem parquinho infantil, área para piquenique, pista de corrida e equipamentos para ginástica. O Museu Florestal Octávio Vecchi foi inaugurado 1931 e marca a passagem do Trópico de Capricórnio. Trata-se o único museu especializado em madeira da América Latina. Saiba mais neste especial sobre o Tremembé.

Parque Estadual da Cantareira (R. do Horto, 1799): são 7 900 hectares de vegetação remanescente da Mata Atlântica – uma das maiores florestas urbanas do mundo, além de diversas espécies de animais ameaçadas de extinção. O bugio, o gato-do-mato, a jaguatirica, o macuco, o gavião-pomba, o jacuguaçu e o bacurau-tesoura-grande vivem no local. O parque é formado por diferentes núcleos, em que se pode optar por percorrer uma trilha, fazer piquenique ou curtir uma visão panorâmica de São Paulo. Saiba mais neste especial sobre o Tremembé.

Hospital do Mandaqui (R. Voluntários da Pátria, 4301): inaugurado em 1938, foi o primeiro hospital governamental de São Paulo. Era inicialmente especializado no tratamento da tuberculose com apenas 100 leitos. Chegou a ter capacidade para atender 800 pacientes internados com a doença. Hoje é um hospital geral, destacando-se em traumatologia, e um dos maiores centros médicos da zona norte da cidade. 

Compras

O maior centro de compras para quem vive no Mandaqui é o Santana Parque Shopping (R. Conselheiro Moreira de Barros, 2780). Inaugurado em 2007, tem mais de 25 mil metros quadrados e 180 lojas. Por seus corredores passam mais de 80 mil consumidores a cada mês. São sete salas de cinema, um teatro e uma praça de alimentação para mais de 720 pessoas. 

Mais conteúdo sobre:
BairrosSPMandaquiO que fazer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.