Wilton Júnior/AE
Wilton Júnior/AE

'O que é carnaval? É essa naftalina, esse cheiro de mofo?'

ENTREVISTA - Paulo Barros, CARNAVALESCO DA UNIDOS DA TIJUCA

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

10 Março 2011 | 00h00

O carnavalesco Paulo Barros, da Unidos da Tijuca, apontada como favorita, demonstrou sua insatisfação com o resultado. "Foi descarado", disse, insinuando que a Beija-Flor foi beneficiada pelos jurados.

 

Veja também:

linkTijuca: Paulo Barros não sai por dinheiro

blog Cobertura do Carnaval 2011 no Rio e SP

Você se sente com missão cumprida?

Meu trabalho foi feito e muito bem feito. Agora, o que se viu aqui é que todo mundo levou porrada (referindo-se às notas). Não foi isolado. Foi descarado. O resultado do meu trabalho foi excepcional. O público praticamente se jogou na pista.

Qual é a crítica que mais te incomoda?

Dizem que não faço carnaval, faço Hollywood. O que é carnaval? É essa naftalina, esse cheiro de mofo que gostam de ver e assistir? A única bateria que inovou foi a da Mangueira. E levou um 9. Não dá para explicar.

Alguma nota inexplicável?

Coloquei dois geradores na minha comissão de frente para garantir a elevação do piso. Na Beija-Flor, eles tinham de pular no tripé. E o que a Cláudia Raia representava? O desejo sexual do Roberto Carlos quando era pequeno!?

Já pensou em 2012?

Eu ia fazer enredo sobre a Madonna, mas como me acusam de ser muito internacional, vou falar sobre o Neguinho da Beija-Flor. Quem sabe não ganho nota dez por antecipação?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.