'O processo de criação foi divertido'

Inaugurado há pouco mais de um ano, o Jardim dos Sons se tornou uma atração - principalmente entre a criançada - do Parque do Ibirapuera, na zona sul. O conjunto de tubos coloridos, com capacidade para reverberar sons, foi criado pelos irmãos arquitetos Eduardo e Beatriz Mera.

O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2011 | 03h02

"Nós concebemos o projeto para expor na Casa Cor de 2010. É um telefone sem fio que mergulha na terra. As saídas ficam em alturas diferentes, proporcionando interação entre crianças de diferentes idades e entre pais e filhos", explica Eduardo. "Depois do evento, resolvemos oferecer o brinquedo ao Ibirapuera, para que pudesse se tornar público. E também porque temos a filosofia de não desperdiçar material."

"O processo de criação desse equipamento foi bastante divertido, lúdico", acrescenta Eduardo. "Fizemos uma porção de desenhos e compramos os canos para testar o melhor funcionamento antes de jogarmos o projeto no computador." Essas etapas consumiram cerca de três meses de trabalho da dupla.

Eduardo e Beatriz Mera são filhos de uruguaios, mas nasceram em São Paulo - ele tem 36 anos; ela, 32 . Os irmãos são sócios-proprietários de um escritório de arquitetura que funciona desde 2003. Focada em paisagismo, a empresa fica na Vila Olímpia. Nela, trabalham oito arquitetos. / EDISON VEIGA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.