O nome do hospital

Umberto I foi o segundo rei da Itália depois da unificação, de 1878 até sua morte, em 1900. Terminou assassinado com quatro tiros pelo anarquista Gaetano Bresci, em vingança à repressão de seu governo contra movimentos populares.

O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2012 | 03h08

O rei foi enterrado no Panteão de Roma, ao lado do pai, Vitório Emanuel II.

Durante seu reinado, a imigração de italianos para o Brasil foi mais intensa. Por isso, seu nome foi usado por várias associações de imigrantes. Além do hospital em São Paulo, também dá nome a uma rua na Vila Mariana, na zona sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.