Rafael Arbex|Estadão
Rafael Arbex|Estadão

'O mundo está perdido', diz filho de vítima do furto

Rapaz se mostrou indignado com atitude de menino de 10 anos

LUIZ FERNANDO TOLEDO, O Estado de S. Paulo

04 Junho 2016 | 10h47

O filho da dona do veículo furtado por um menino de 10 anos na noite de quinta-feira, 2, na Vila Andrade, zona sul de São Paulo, usou sua página pessoal no Facebook para desabafar sobre o caso. A criança foi morta a tiros por policiais ao tentar fugir com o veículo. 

"Hoje, sem dúvida alguma, foi o dia mais chocante da minha vida. Senti um aperto enorme no peito ao ver o corpo daquele garoto estendido no carro", escreveu o rapaz na rede social.

Ele relatou ter conversado com o colega do menino morto, de 11 anos, que também participou do furto. "Assustado, ele não tinha a menor ideia da dimensão do que tinha acabado de acontecer. Disse que o amigo queria roubar e matar a primeira pessoa que visse na frente. Como assim? Como uma pessoa nessa idade pode ter esse pensamento? Por que eles não estavam na escola, brincando e tendo toda a educação que eu pude desfrutar na minha infância? Por que eles não puderam ter os mesmos acessos que eu tive?", questionou. "O mundo está perdido e não consigo ter mais esperança de nada".

O velório do garoto teve início às 10h no Cemitério São Luís, na zona sul de São Paulo, e o enterro às 11h. A mãe da criança, a empregada doméstica Cintia Francelino, de 29 anos, não quis dar entrevista.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Facebook Violência Crime

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.