O monotrilho é uma boa opção para SP?

Debate

, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2010 | 00h00

O monotrilho é uma boa opção para SP?

NÃO

É preciso investir em transporte de massa de qualidade. A sociedade está cansada de pagar duas vezes pela mesma coisa. Primeiro, se constrói e depois se gasta para consertar erros causados por falta de planejamento. O monotrilho pode começar já saturado porque a demanda vai crescer. Linhas de ônibus intermunicipais que chegam a Pinheiros, por exemplo, vão para a estação Morumbi. Já que é para gastar, tem de fazer valer a pena. O metrô convencional seria mais adequado. É melhor comprar um produto mais caro e que dura mais, mesmo que demore mais para ficar pronto.

LUCILA LACRETA, ARQUITETA, URBANISTA E DIRETORA DO MOVIMENTO DEFENDA SÃO PAULO

SIM

Quando o Metrô começou a ser construído, na década de 1970, havia um paradigma sobre obras subterrâneas. Agora, estamos diante de um novo paradigma: o monotrilho. É natural que a ideia enfrente resistência. O monotrilho será operado dentro do sistema do Metrô, com qualidade e segurança do Metrô. É tão seguro quanto o trem subterrâneo. Além disso, tem o conceito dos corredores verdes. Em algumas vias, o elevado ficará no canteiro central. Em outras, ficará nas laterais, sem agredir a cidade. Haverá árvores ao longo da linha. O relatório de impacto ambiental aponta para o controle da emissão de ruídos e poluentes.

IVAN DOS SANTOS, ARQUITETO DO METRÔ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.