O governo deve liberar a bicicleta elétrica?

Sim O prefeito (do Rio, Eduardo Paes) agiu com enorme habilidade ao regulamentá-la e equipará-la à bicicleta com propulsão humana. Ela opera com energia limpa, não é ciclomotor, não se pode generalizar. Falar de Rio + 20, sustentabilidade, aquecimento global, destruição da camada de ozônio, tudo isso é fácil, difícil é fazer.

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2012 | 03h04

A bicicleta elétrica sempre foi utilizada e nunca houve essa confusão. Há resistências a todas as bicicletas, mas isso sempre vai acontecer. A gente tem de dar ao usuário todas as opções, e ele escolhe o que usar.

Eu não tenho carro e acho um crime você pegar o carro para ir à esquina comprar pão. Acho isso uma afronta, uma vontade de destruir o planeta tão grande que não consigo digerir.

Hoje acho que a discussão acabou sendo proveitosa, porque finalmente se fala em regulamentar a bicicleta elétrica. Por que não copiar o que foi feito na Europa? Eles passaram anos estudando isso lá. O problema não é o veículo, mas o mal-educado que pode estar na direção.

Não Eu sou contra a liberação da bicicleta elétrica. Tem de regular com calma. Essa bicicleta coloca em risco o próprio ciclista e as pessoas que estão em volta. No trânsito, se para uma moto já é fácil cair, imagina para quem está na bicicleta elétrica. Eu não daria uma para a minha filha.

Uma pessoa que alugou uma bicicleta não elétrica passou há algumas semanas a mil pela ciclovia da Lagoa (Rodrigo de Freitas, no Rio), e minha filha, que passava na hora, ficou com a mão imprensada no guidom. O dedo dela foi esmigalhado. E se fosse a elétrica, ainda mais rápida? Eu vejo o risco maior até para quem está na bicicleta, porque a pessoa tende a dirigir como se fosse uma moto. Para quem está no caminho, especialmente idosos e crianças, causa insegurança. O prefeito (Eduardo Paes) não ouve ninguém. No dia seguinte à confusão da bicicleta elétrica, baixou um decreto dizendo que é tudo igual. Não sou contra uso de bicicleta, desde que na ciclovia. O que eu acho é que essa questão tem de ser estudada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.