''O entorno constitui um patrimônio''

Quando se tem um edifício de notável interesse para o patrimônio público, é preciso respeitar o aspecto urbano das áreas do entorno. Se for construído algo fora de escala, muito alto, estaremos interferindo no patrimônio. Essa área envoltória também é importante. Não se pode ir à Casa Branca, pedir para fazer um prédio ao lado e pronto. Não pode. A área vizinha constitui um patrimônio das cidades e deve ser respeitada.

Análise: Benedito Lima de Toledo, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2010 | 00h00

Hoje, não há essa consideração. O problema é apenas aritmético. Conta-se o número de andares e pronto. Projeto aprovado. Por isso, monumentos históricos e as belas avenidas terão de ser lembrados somente pelos cartões postais.

BENEDITO LIMA DE TOLEDO É ARQUITETO E

HISTORIADOR DA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO DA USP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.