O cara errado no lugar certo

Falha de comunicação

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

28 Novembro 2012 | 02h05

Se soubessem que haveria protestos contra Sérgio Cabral na passeata pelo veto da Dilma ao projeto de redistribuição dos royalties do petróleo, os cariocas teriam no mínimo dobrado o público da manifestação.

Trem-bala perdida

A notícia enguiçada do trem-bala Rio-São Paulo-Campinas andou: o governo brasileiro anunciou que vai estender o projeto até Belo Horizonte, Brasília e Curitiba. Depois é só ir adiando o edital de licitação, e pronto!

Perguntar não ofende

Se os preços das passagens não param de subir e nunca antes na história deste País o brasileiro viajou tanto de avião, por que diabos as companhias aéreas nacionais estão sempre em crise?

Festival de más notícias

Os pessimistas estão em festa: começou na segunda-feira em Doha mais uma daquelas conferências da ONU fadadas ao fracasso sobre mudanças climáticas!

Preconceito bobo

O Google não precisa ter vergonha de dizer que caiu! Teve torcedor do Palmeiras que ficou ofendido com a desfaçatez da empresa na segunda-feira.

Boas festas

Confirmado: vai haver Natal na Grécia! Com os 43,7 bilhões de ajuda que acaba de receber dá para fazer uma festa e tanto!

Quem?

Mantendo a tradição brasileira de envolvimento de pessoas com nomes estranhos em escândalos de corrupção, chama-se Cyonil Júnior o ex-auditor do TCU que delatou o esquema descoberto pela Operação Porto Seguro da Polícia Federal.

Faltando ainda 17 dias para completar um ano que deixou a presidência do Corinthians para assumir o cargo de diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanchez tem boas chances de comemorar a data já nomeado secretário de Esportes de São Paulo pelo prefeito eleito Fernando Haddad.

Com um currículo desses, francamente, a gente tem de tirar o chapéu para o nome mais cotado pelo PT para comandar a abertura da Copa de 2014 no Itaquerão.

Dizem que ele se dá bem porque é amigo do Lula, mas não custa lembrar que o José Dirceu e o Genoino também o são!

Menos até que o poder, Andrés tem como seu maior patrimônio a pose! Pode até não ter sido chamado a decidir porcaria nenhuma desde que saiu do Corinthians, mas ninguém finge mandar tão bem quanto ele.

Agora mesmo, tem feito uma ginástica danada para manter a altivez em sua saída humilhante da CBF. Não é fácil nem para ele encerrar uma conversa para a qual nunca foi chamado.

Em meio à crise que deixou a seleção sem técnico, Sanchez vai acabar dando um jeito de empurrar com a barriga seu destino de cartola pela primeira vez para um posto de governo.

Cá pra nós, tem tudo pra dar certo, né não?!

Tá explicado

Tem muito torcedor por aí que quer o Felipão na seleção só para não correr o risco de vê-lo em seu clube. Entendeu agora?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.