'NYT' destaca mortes de policiais no Estado

O aumento do número de mortes de policiais paulistas chamou a atenção até do New York Times. O jornal americano publicou ontem reportagem que cita o assassinato do soldado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) André Peres de Carvalho, de 40 anos, como um dos "mais de 70 policiais mortos neste ano em São Paulo". Carvalho foi atingido com três tiros de fuzil ao sair de casa, no Butantã, na zona oeste de São Paulo.

O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2012 | 03h06

"A escala dos assassinatos deixou muitas pessoas assustadas. Para comparar, houve 56 mortes criminosas de agentes da lei em 2010 em todos os Estados Unidos", ressalta a reportagem.

O jornal afirma que o aumento repentino das mortes de policiais levantou temores de uma ressurgência do Primeiro Comando da Capital (PCC). "As autoridades tentaram reduzir o papel suspeito do grupo criminoso nos assassinatos", mas "analistas de segurança e alguns integrantes da própria polícia caracterizaram as mortes como represálias da gangue", explica o New York Times.

A reportagem afirma que o Estado de São Paulo está mais seguro que antigamente, mas que, neste ano, luta contra uma "onda de crime".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.