Número de salva-vidas vai dobrar no litoral norte

Região também terá reforço de helicópteros da PM, enquanto serviços de emergência municipais criam escalas especiais para o fim de ano

REGINALDO PUPO , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2011 | 03h04

A partir da próxima segunda-feira, o Salvamento Marítimo (Salvamar) do Corpo de Bombeiros deverá intensificar as ações nas principais praias do litoral norte de São Paulo. O atual efetivo de 98 salva-vidas vai mais que dobrar, recebendo um reforço de outros 103 soldados. Somando o litoral sul, o efetivo de salva-vidas da PM na Baixada Santista vai passar neste mês de 686 para 1.422 (incluindo os auxiliares contratados).

Também a partir do dia 26, a Polícia Militar deverá deslocar dois helicópteros Águia para atendimento a ocorrências policiais e salvamento marítimo. Uma aeronave ficará em Ubatuba e outra em São Sebastião. Enquanto isso, os serviços de emergência dos prontos-socorros gerenciados pelas prefeituras da região estão criando escalas, com aumento no número de médicos, para atender os turistas que deverão visitar a região até o carnaval.

Para atender a demanda fixa e a população flutuante, que chega a triplicar durante o verão, novos médicos estão sendo contratados em Ubatuba, principalmente em bairros onde estão localizadas as praias mais procuradas, como Maranduba. Além de médicos, haverá reforço de enfermeiros e técnicos de enfermagem. "Vamos adotar mais três médicos por equipe, dois enfermeiros e quatro técnicos de enfermagem entre os dias 26 de dezembro e 10 de janeiro, período em que há maior demanda", explica o secretário municipal de Saúde, Clíngel Frota. O mesmo efetivo se repetirá durante o carnaval.

Em Ilhabela, o reforço já teve início desde o ano passado, pois a cidade vem registrando um aumento de visitantes durante todo o ano. Segundo a prefeitura, durante toda a temporada o pronto-socorro do Hospital Mário Covas terá dois clínicos e um pediatra de plantão. No ano-novo e no carnaval, serão cinco médicos. A cidade, que tem cerca de 30 mil habitantes, recebe em torno de 200 mil turistas na temporada.

Boiçucanga. Caraguatatuba, porta de entrada do litoral norte, com população estimada em quase 100 mil habitantes, deverá receber o maior número de turistas da região. A prefeitura colocará quatro ambulâncias do Samu e uma do próprio município, que vão desafogar os trabalhos do Resgate do Corpo de Bombeiros. Já em São Sebastião, que tem 120 km de extensão entre as costas sul e norte, o quadro de funcionários da saúde terá um acréscimo de 50% no pronto-socorro central e na Praia de Boiçucanga.

A cidade tem cinco ambulâncias do Samu, distribuídas ao longo das suas principais praias. Uma Unidade de Suporte Avançado (chamada de USA) vai ficar em Boiçucanga, em decorrência do alto índice de acidentes e afogamentos, além de servir de apoio ao Pronto Atendimento de Boiçucanga em suas remoções de pacientes graves ao Hospital de Clínicas do centro de São Sebastião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.