Número de mortos em rodovias de SP cai no feriado de Corpus Christi

Dados de rodovias federais e estaduais apontam 1.449 acidentes, 776 feridos e 37 mortos

Priscila Trindade, Estadão.com.br

27 de junho de 2011 | 11h48

SÃO PAULO - As rodovias estaduais de São Paulo registraram 35 mortes durante a Operação Corpus Christi, realizada pela Polícia Militar Rodoviária, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira, 27. Em 2010, os acidentes causaram 53 mortes nas rodovias, índice 39% superior aos registrados neste ano.

 

Entre a última quarta-feira e domingo foram contabilizados 1.302 acidentes e 721 feridos. Ao todo, foram 18.426 autuações por infrações de trânsito diversas. Dentre elas, as de excesso de velocidade e embriaguez ao volante estão entre as principais.

 

A fiscalização deste ano contou com a participação de 4 mil policiais, com mil viaturas, 115 bafômetros, 100 radares portáteis e 42 radares inteligentes. O efetivo policial resultou em 44.382 veículos fiscalizados, sendo que 1.381 foram recolhidos por apresentarem alguma irregularidade.

 

Rodovias federais. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 147 acidentes, 55 feridos e duas mortes nas rodovias de São Paulo durante o feriado. A contagem foi feita entre a 0h da quinta-feira, 23, e a 0h do domingo, 26. Em 2010, foram registrados 145 acidentes, 56 feridos e seis mortos.

 

Neste ano, os dois casos de vítimas fatais registrados ocorreram por atropelamentos. Em um dos casos, no Vale do Paraíba, o atropelamento foi em consequência de uma queda de motocicleta na via Dutra. No outro, na Régis Bittencourt, duas mulheres foram atropeladas enquanto tentavam atravessar a rodovia na altura do km 488, município de Cajati. Uma delas faleceu.

 

As equipes de serviço fiscalizaram 4.120 veículos e aplicaram 3.142 multas aos condutores infratores. A embriaguez ao volante foi responsável pela prisão em flagrante de 11 motoristas.

 

Atualizada às 14h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.