Número de mortos durante assaltos cresce 20,7% no Estado de SP

Em outubro, houve 35 vítimas de latrocínios, contra 29 no mesmo mês de 2013; na capital, aumento foi ainda maior, de 41,6%

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

25 Novembro 2014 | 12h22

SÃO PAULO - O número de pessoas mortas durante tentativas de assalto cresceu 20,7% no Estado de São Paulo no mês passado, na comparação com outubro do ano passado. Foram 35 vítimas de latrocínio (assalto com o assassinato da vítima), contra 29 em 2013. Na capital, o porcentual de aumento foi ainda maior: 41,6%, de 12 para 17 casos.

O crescimento é acompanhado pelo 17.º mês seguido de crescimento no número de roubos no Estado de São Paulo. Em outubro, o aumento foi de 14%, alcançando 26 mil ocorrências. A capital responde por metade dos casos, e teve crescimento de 19,6%. Os dados da criminalidade foram antecipados pelo Estado na edição desta terça-feira

O total de homicídios cometidos em outras situações caiu no Estado, embora tenha registrado o terceiro aumento seguido na capital paulista. Foram 384 casos em todo o Estado, ante 391 registrados em outubro de 2013. Destes total, 112 mortes ocorreram na capital paulista - em outubro de 2013, haviam sido 108 crimes.

As estatísticas da Segurança Pública de São Paulo serão divulgadas na totalidade na tarde desta terça-feira, quando está programada uma entrevista coletiva com o secretário Fernando Grella. A expectativa é que o governo destaque resultados positivos no combate ao roubo de carros. No Estado, a redução desse tipo de delito foi de 11%.

Mais conteúdo sobre:
Criminalidade Violência São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.