LUIS MOURA
LUIS MOURA

Número de mortes no feriado cai 32,4% nas estradas de São Paulo

É preciso ressaltar, no entanto, que em 2015 o feriadão teve quatro dias, enquanto que no ano anterior sua duração foi de três dias

O Estado de S. Paulo

22 Abril 2015 | 18h52

SÃO PAULO - As estradas paulistas registraram 25 mortes no feriado prolongado de Tiradentes neste ano. Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o número é 32,4% menor que o de 2014, quando 37 pessoas morreram nos 22 mil quilômetros de rodovias.

O número de feridos também diminuiu neste ano, passando dos 654 para 488. Já a quantidade de acidentes passou de 1.185 para 863.

É preciso ressaltar, no entanto, que em 2015 o feriadão teve quatro dias (de sábado, 17, a terça-feira, 21), enquanto que no ano anterior sua duração foi de apenas três dias (de sábado a segunda-feira). Isso quer dizer que, mesmo considerando um período maior, a quantidade de mortes e acidentes foi menor que em 2014.

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

Multas. A operação policial nas estradas resultou em 20.611 autuações durante os quatro dias de feriado prolongado, contra 18.251 em 2014. Dessas, 4.589 foram para condutores e passageiros que não usavam o de cinto de segurança - aumento de 51,6%.

Os patrulheiros também autuaram 657 motoristas que dirigiam sob o efeito de álcool. Desses, 28 foram detidos por embriaguez ao volante. No ano passado, foram menos autuações - 568 pessoas dirigindo alcoolizadas -, mas houve mais prisões: 59 condutores foram flagrados embriagados.
 
Ainda foram presos 67 suspeitos de diversos crimes e recapturados nove fugitivos da Justiça. A polícia apreendeu 1,4 tonelada de entorpecentes. 

Além do Policiamento Rodoviário, participaram da operação o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e as concessionárias das rodovias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.