Número de licenças médicas aumentou 15,3% em 2011

O número de licenças médicas de servidores municipais de São Paulo aumentou 15,3%, segundo a pesquisa coordenada pela Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla). No ano passado, foram 110.781, ante 99.540 em 2009. Os principais motivos para os afastamentos de funcionários públicos são problemas mentais. No ano passado, 26.224 pedidos tiveram essa motivação, o equivalente a 23,6% do total. Na sequência estão doenças osteomusculares, com 17.288 solicitações (15,6%). Em 2011, havia 11.513 servidores readaptados para outro serviço. /A.R.

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2012 | 08h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.