Número de bêbados presos em estradas de SP cresce 5 vezes

Flagrantes por embriaguez ao volante chegaram a 605 neste carnaval. Rigor em blitze não impediu aumento de 29% nas mortes

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2012 | 03h03

As prisões de motoristas alcoolizados nas rodovias estaduais de São Paulo explodiram no carnaval deste ano por causa do aumento do número de bafômetros e das blitze. O reforço nas operações, no entanto, foi insuficiente para reduzir a ocorrência de mortes nas estradas neste feriado.

A Polícia Militar Rodoviária informou ter abordado 3.760 motoristas para fazer teste do bafômetro. O número de detidos aumentou quase cinco vezes em comparação com os cinco dias de carnaval do ano passado. Foram 605 flagrantes de embriaguez ao volante, contra 133 casos registrados em 2011.

Foram usados neste ano 200 etilômetros passivos - bafômetros que acusam se o motorista consumiu álcool sem que seja necessário que se assopre no canudo do aparelho. Ao todo, a PM teve 349 bafômetros em blitze na malha rodoviária administrada pelo governo do Estado. Aumentou também o número de pontos de bloqueio para fiscalização de motoristas - 433 locais, contra 311 no carnaval de 2011. Cerca de 8 mil policiais participaram das operações.

Dados positivos de aumento da fiscalização e da repressão do álcool ao volante se chocam com as estatísticas de morte nas estradas neste carnaval. Houve um crescimento de 29% nas ocorrências de mortes em relação ao ano passado. Foram 31 mortos neste ano, ante 24 em 2011.

"De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária, atos de imprudência ao volante foram responsáveis por 60% dos acidentes com vítimas. As ocorrências com maior incidência são atropelamento, colisão frontal e acidentes com motocicletas", informou, por meio de nota, a Secretaria Estadual de Logística e Transportes.

Dados positivos. A secretaria registrou menos acidentes com vítimas em 2012: foram 1.155 casos, contra 1.491 ocorrências em 2011. O órgão divulgou os dados ontem com um viés positivo. Em nota, a pasta afirmou que o índice de acidentes nas estradas caiu 29% em relação ao ano passado - o cálculo do índice leva em conta o total de acidentes, o tamanho da malha rodoviária e o número de veículos que passaram pelas estradas durante o feriado.

"Durante o carnaval 2012, o bom tempo levou a um aumento de 30% no movimento de veículos nas rodovias paulistas", informou a nota da secretaria. Foram 511 mil veículos nas estradas neste carnaval, contra 410 mil no ano passado.

A Polícia Rodoviária Federal deve divulgar hoje o balanço de acidentes nas três estradas federais que cruzam São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
acidente, trânsito, violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.