Novos investigadores recebem armas velhas

SEGURANÇA

, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2010 | 00h00

Os cerca de 400 investigadores que se formam hoje na Academia da Polícia Civil, na zona oeste de São Paulo, vão começar a carreira recebendo armas usadas, vindas de antigos policiais do interior de São Paulo. O armamento teria ficado 24 horas submerso em óleo diesel para ser lubrificado a fim de evitar panes. A Secretaria da Segurança Pública diz já ter adquirido novas pistolas ponto 40 e que elas chegariam até a data de ontem, entregues pela Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel), vencedora do pregão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.