Novo trem decepciona

Em 4/6, por volta das 9h15, embarquei na Estação Carrão, no novo trem da Linha Vermelha e fiquei decepcionado. O vagão estava quase sem ar. As janelas são lacradas por causa do ar-condicionado que, em época de frio, não é ligado. As estações não foram nenhuma vez anunciadas e, a cada parada, o sinal de fechamento das portas era muito baixo. Ao descer na Estação Sé, percebi que o trem fazia um enorme barulho, mesmo parado, parecendo antigo. Sou usuário da Linha Verde, que já tem 15 novos trens, que são excelentes. Quando o tempo está frio, são bem ventilados, a cada parada há uma voz agradável informando qual é a estação e não há nenhum barulho desagradável. Resumindo, mais uma vez, as pessoas da zona leste são tratadas como "povinho".

, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2010 | 00h00

MILTON DA SILVA / SÃO PAULO

O Metrô esclarece que, no dia citado, o trem apresentou falha no sistema de emissão de mensagens e foi recolhido ao pátio de manutenção. Informa que os dispositivos do sinal de indicação do fechamento das portas serão substituídos para garantir a emissão de um alarme mais alto. Estão sendo adquiridos 10 novos trens para a Linha 3-Vermelha e 2 deles já estão em circulação. Assim, como na Linha 2-Verde, as composições são equipadas com a melhor tecnologia, como: sistema de ar-condicionado automático; sistema de emissão de mensagens digitalizado; mapa da rede digitalizado para indicar a próxima estação; portas mais largas; 4 câmeras de vigilância em cada carro; novo arranjo dos bancos, com espaço para cadeira de rodas e assentos preferenciais; intercomunicadores para passageiros poderem ter acesso ao operador do trem; sistema de detecção e extinção de incêndio e acessibilidade plena.

SEGURANÇA

Onde está o posto?

Após os ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) em 2006, o posto da Polícia Militar (PM) que funcionava na Avenida Paulista com a Rua Augusta foi retirado. Na época, uma senhora escreveu uma carta ao jornal pedindo esclarecimentos sobre o motivo da retirada. A resposta dada pela PM foi de que, logo que terminasse a obra nas calçadas da Avenida Paulista, o posto retornaria. Após quatro anos, nada foi feito. Aquele posto era uma referência de segurança na região. Qual é a previsão para que seja reinstalado?

FERNANDO BACCARI

/ SÃO PAULO

A Polícia Militar esclarece que a base policial que havia na Avenida Paulista com a Rua Augusta foi substituída por um supedâneo (pequena edificação) e, além disso, a região foi contemplada com os programas de Radiopatrulhamento, que cumpre um Cartão de Prioridade de Patrulhamento (CPP) no local; policiamento comunitário, que, além do supedâneo, é realizado pela Base Comunitária Móvel com ponto de estacionamento previsto no CPP; e policiamento de bicicleta. Acrescenta que frequentemente são desenvolvidas na região operações policiais como direção segura, impacto, etc.

LOMBADA IRREGULAR

Problemas na negociação

Não sou contra lombadas, mas as duas instaladas na Rua Jorge Ward, nos números 314 e 407, na Vila Dalva, não estão padronizadas e não há placas de sinalização - o que pode ocasionar acidentes. Há um ano reclamei à imprensa sobre o tema e o órgão responsável respondeu que o serviço seria executado dentro do cronograma previsto, mas até a presente data nada foi solucionado. Será que o serviço será realizado em 2020?

WILSON ALEXANDRE MONTEIRO ROCHA / SÃO PAULO

A CET informa que elaborou projeto para regularizar as duas lombadas construídas irregularmente na Rua Jorge Ward. Em 14/11/2008, a equipe da CET não conseguiu executar o serviço, pois foi ameaçada pelos moradores. Informa ainda que desde então mantém contato com os moradores visando a um acordo para regularização das lombadas, mas até a presente data não houve progresso nas negociações.

VIA ANCHIETA

Iluminação precária

Há 7 anos trafego pela Via Anchieta e nesse período a iluminação do trecho inicial, que vai do km 10 ao km 24, está deficiente. Há um longo trecho com lâmpadas apagadas, outro com as luminárias acesas ou parcialmente acesas. Entre julho e agosto de 2009 entrei várias vezes em contato com a Ecovias, que respondeu que o caso é com a AES Eletropaulo, mas nada foi feito até agora.

IVO ANTONIO VITERITO JUNIOR

/ SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que está realizando a manutenção

na rede de iluminação pública

nos trechos da Rodovia Anchieta mencionados pelo cliente. A conclusão dos serviços está prevista para o dia 21/6.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.