Novo sistema deve melhorar índices em 20%

A expectativa da nova gestão do Metrô é que a velocidade média e o intervalo entre os trens voltem a apresentar melhora ainda neste ano. A companhia pretende concluir até dezembro a instalação na Linha 2-Verde de um novo sistema de sinalização - que vai possibilitar que as composições trafeguem mais próximas umas das outras. A previsão é que o tempo de espera seja reduzido em 20%.

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2011 | 00h00

A nova diretoria do Metrô assumiu no início deste mês, dias após a posse do novo secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. O cenário encontrado atualmente na companhia é de uma rede em expansão e com novos trens - deixados pela última gestão. Por outro lado, será preciso trabalhar para reverter a piora de índices em que o Metrô paulistano sempre esteve entre os melhores do mundo, como o intervalo entre os trens.

"A instalação do CBTC (sistema de sinalização) vai proporcionar uma redução no intervalo entre os trens na casa de 20%. Vamos concluir ainda neste ano a implementação total na Linha 2-Verde e depois nas outras", diz o diretor de Operações do Metrô, Mário Fioratti Filho. O novo sistema já funciona no trecho entre as Estações Tamanduateí e Vila Prudente.

O sistema de sinalização é um modo de segurança que impede que os trens colidam. Ele cria um espaço imaginário entre as composições, que não pode ser invadido. Sempre que um trem se aproxima desse limite, a velocidade é reduzida e chega a parar. O sistema CBTC encurta essa distância para 20 metros e possibilita que os trens andem mais próximos e mais rapidamente.

Outra aposta da companhia para melhorar os índices é a ampliação do horário de operação da Linha 4-Amarela e das novas estações da Linha 2-Verde (Tamanduateí e Vila Prudente ainda funcionam em horário reduzido). "Com isso, teremos mais pontos de transferência e vai reequilibrar e aliviar algumas linhas", diz Fioratti. A previsão é que haja uma redução no número de passageiros em estações como Brás, Luz, Paraíso e Sé.

E essa queda também pode diminuir a quantidade de problemas no embarque, que muitas vezes prolongam o tempo de viagem. Outra medida é o uso de novo sistema de freios na Linha 3-Vermelha, que não diminui a velocidade quando chove.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.