Novo sistema de plantão nas delegacias de SP começa hoje

Sistema muda hoje, às 20h; Estado espera melhorar atendimento e economizar R$ 30 mi ao ano

Marici Capitelli e Felipe Oda, Jornal da Tarde,

13 de outubro de 2009 | 09h23

Um novo sistema de atendimento começa a funcionar hoje, às 20 horas, nas delegacias da capital paulista. A mudança começa em 25 distritos das zonas leste e norte, e até fevereiro deverá ser implementada em toda a cidade. A ideia é reduzir as unidades com delegado e escrivães à noite e nos feriados. Elas centralizarão os casos importantes e serão sete na fase inicial. Nas outras 18, haverá apenas autoatendimento.

No fim do processo, em 2010, só 30 DPs dos 93 existentes vão registrar ocorrências. Uma das expectativas é de melhorar a qualidade do atendimento à população - reportagem publicada há duas semanas mostrou que, em 71% das delegacias, o tempo de espera para registrar uma ocorrência é de no mínimo três horas. Segundo o projeto, as unidades aliviarão a demanda dos casos urgentes de DPs próximos.

Esses, por sua vez, terão dois funcionários para orientar os usuários a registrar as queixas na máquina de autoatendimento - num equipamento como os de atendimento bancário. No dia seguinte, esse registro se tornará um boletim de ocorrência, sem a necessidade de se voltar ao distrito policial.

O diretor do Decap, Marco Antonio Pereira Novaes de Paula Santos, diz que espera por problemas. "Não espero que a partir de hoje fique tudo resolvido. É quando começarão a surgir os problemas. Uma estrutura de 40 anos não muda de uma hora para outra." Segundo ele, a proposta é registrar uma ocorrência simples em até 40 minutos. Já os flagrantes podem levar até oito horas, de acordo com a complexidade. A próxima fase da mudança atingirá a Seccional Santo Amaro, com foco no 11ºDP, no 43º DP, no 92º DP e no 101ºDP.

A reestruturação, para o diretor do Decap, vai trazer qualidade de vida aos funcionários, porque vai acabar com uma escala de trabalho considerada obsoleta, e permitirá que as pessoas que realmente gostam de lidar com o público atuem no serviço. A estimativa é de que o Estado deixe de gastar cerca de R$ 30 milhões ao ano com despesas do dia a dia.

Tudo o que sabemos sobre:
delegaciasBOSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.