'Novo' Largo da Batata ganha 70 árvores

O local passou por intervenções para ficar mais verde, iluminado e seguro, segundo a Prefeitura

O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2017 | 03h00

Com 70 novas árvores da Mata Atlântica, entre jequitibás-brancos, babosas e cedros, uma reforma no Largo da Batata, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, será entregue neste sábado, 16. Espaço público na Avenida Brigadeiro Faria Lima, entre as Ruas dos Pinheiros, Teodoro Sampaio e Cardeal Arcoverde, o local passou por intervenções para ficar mais verde, iluminado e seguro, segundo a Prefeitura. 

Na nova modelagem, o Largo perdeu, porém, dois elementos: o banco de madeira do designer Hugo França e o parque infantil com brinquedos de madeira desenvolvido pelo estúdio Erê Lab. Segundo a gestão João Doria (PSDB), os dois equipamentos estavam deteriorados. Há três semanas, o Estado mostrou que moradores da região do Largo haviam se unido para pedir um novo parque lúdico após a retirada pela Prefeitura. Ao Estado, a gestão alegou falta de manutenção. 

O custo do processo de arborização, de R$ 224 mil, foi pago pelo Shopping Iguatemi, que também será responsável pela manutenção do local. Segundo o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias, a plantação das 70 novas árvores vai trazer “menos aridez” ao Largo. Além das árvores, alguns brinquedos do parquinho, como um escorregador, um gira-gira e uma casinha, são novidade. 

“Os brinquedos estão prontos e bem colocados. Estamos muito satisfeitos. O que deixamos de legado de todo o processo de revitalização é poder apresentar o Largo e convocar as pessoas a usufruírem. Por muitos anos, o espaço ficou sendo de um, dois, três grupos. Queremos que seja de todos”, afirma Mathias. Ao lado do parquinho, o Largo ganhou ainda uma árvore digital para carregar celulares, área de convívio e espaço para ginástica.

“É uma repaginação do Largo da Batata. Estava necessitando muito. Estamos fazendo um Largo para todos, que poderão trazer famílias, com mães, filhos, avós, netos, a um lugar que era malvisto, apenas utilizado para manifestações políticas e culturais. Também pode ser um local para fazer passeios familiares”, diz Mathias.

O prefeito regional explica que foram recolocados bancos e lixeiras novos, além de renovada a iluminação, que agora passa a ser branca “para possibilitar maior segurança”. 

Guarda. Hoje, na inauguração do Largo reformado, Doria deve anunciar a data de implementação da base fixa da Guarda Civil Metropolitana. Também haverá o hasteamento da Bandeira do Brasil.

Mais conteúdo sobre:
Largo da Batata

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.