Nova pista de táxi aéreo de Cumbica deve sair do papel

Paralisadas desde 2008, as obras de expansão da pista de táxi aéreo do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, devem, enfim, sair do papel. Essa pista é considerada fundamental para permitir redução no tempo dos voos, com saída mais rápida das aeronaves das pistas.

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2011 | 00h00

O Diário Oficial de ontem publicou decreto da presidente Dilma Rousseff autorizando a desapropriação de 84 mil metros quadrados da área onde estão localizadas residências do Jardim Novo Portugal, em Guarulhos. O governo federal estima gastar R$ 38 milhões em desapropriações, que poderão ser feitas "amigável ou judicialmente".

A obra de ampliação da pista de táxi aéreo está incluída entre as prioridades do PAC da Copa e custará R$ 70,9 milhões. A previsão é de que as obras sejam iniciadas em outubro deste ano e sejam concluídas em dezembro de 2012. O edital para contratação das obras foi publicado em 30 de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.