Nova pasta não chegou a ser criada

Em 2007, vereadores aliados ao prefeito Gilberto Kassab (PSD) anunciaram a criação de uma nova secretaria apenas para cuidar das creches da cidade. A nova pasta chegou até a ter secretário definido - seria o empresário do setor de educação Benjamin Ribeiro da Silva, que foi subprefeito de Santo Amaro na gestão Marta Suplicy (PT).

/ RODRIGO BURGARELLI , O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2011 | 03h02

A ideia com a divisão era descentralizar as atribuições da atual Secretaria Municipal de Educação, para melhorar os serviços relacionados às creches. A secretaria, porém, nunca saiu do papel e o atual secretário, Alexandre Schneider, continua responsável por toda a rede educacional.

Nesse mesmo período, a abertura de vagas em creches - uma das principais promessas de campanha de Kassab - não conseguiu acompanhar o ritmo da demanda por novas vagas. Em junho de 2007, havia 88,2 mil alunos na fila de creches, ante os 147 mil (ou seja, 40% a mais) de junho deste ano.

Outra explicação dada à época para a criação da nova pasta foi o clima de ano pré-eleitoral. Kassab disputava a Prefeitura de São Paulo com o atual governador Geraldo Alckmin (PSDB). A secretaria de creches serviria, portanto, para retirar poderes de Schneider, que é ligado ao PSDB. Questionada desde terça-feira sobre o assunto, a Prefeitura não se manifestou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.