Nova medida onera cidadão

RECONHECIMENTO DE FIRMA PARA TRANSFERIR MULTA

O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2012 | 03h04

A nova exigência de reconhecimento de firma a partir de julho para a transferência de pontos entre motoristas revela mais uma vez como o Estado arrecadador é incapaz de cumprir sua função de investigar, julgar e punir fraudes no Detran e despachantes. Caberão ao cidadão o trabalho e o custo de minimizar essas ocorrências. Reconhecida essa deficiência, seria justo dar a isenção de custo no reconhecimento de firma nesse caso. Uma autêntica ditadura da minoria. O futuro é previsível. Fechada a "torneira de fraudes", outras se abrirão.

BENJAMIN WAINBERG / SÃO PAULO

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) informa que não concorda com a Resolução 363 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por entender que a exigência de autenticações onera o cidadão, aumenta a burocracia e não impede a ocorrência

de fraudes. Diz que mantém diálogo constante com o Departamento

Nacional de Trânsito (Denatran) para propor ajustes na Resolução 363 que preservem os direitos dos cidadãos e o cumprimento da

legislação vigente.

O leitor comenta: O fato de o Detran ser contra ou a favor não muda em nada para o cidadão. Sugiro que se faça como nos EUA, onde os julgamentos por infrações ou transferências são feitos na presença de um juiz. Já testemunhei duas infrações idênticas do mesmo veículo (fraudado) julgadas de formas distintas por duas Juntas Administrativas de Recursos de Infrações (Jari) diferentes. Quanto às iniciativas para acabar com a corrupção, são mais que bem-vindas, mas há muitos anos o Detran apresenta currículo nada abonador. É lamentável.

CARAPICUÍBA

Ruas intransitáveis

Estamos enfrentando muitas dificuldades por causa do estado calamitoso das vias públicas no Jardim Colonial, em Carapicuíba, especificamente das Ruas D. Pedro e Olinda. Os veículos de transporte escolar, coleta de lixo e ambulância estão impossibilitados de transitar por ali, em razão do mau estado de conservação das vias, com inúmeros buracos e até crateras. Formalizei reclamação enviando carta ao Gabinete do prefeito de Carapicuíba, em 18/8. No dia 23/8, uma funcionária ligou dizendo que iria solucionar o problema, mas até o momento nada foi feito. Com as chuvas, tudo piorou e o único acesso à minha residência, está bloqueado. Peço a ajuda do jornal para a solucionar o problema.

TOMÁS CUNZOLO JR.

/ CARAPICUÍBA

A prefeitura de Carapicuíba não respondeu.

O leitor relata: As vias estão praticamente intransitáveis.

ESTÁCIO UNIRADIAL

Diploma difícil

Estou há mais de dois anos aguardando a emissão do meu diploma da Estácio UniRadial. Pediram-me um tempo para a liberação do documento, mas o prazo venceu. Preciso de informações sobre o andamento do processo. Tentei contato pelo site, mas não tive resposta.

MARCIUS VILLELA / SÃO PAULO

A Estácio UniRadial não respondeu.

O leitor diz: Passados mais de 25 meses a faculdade informou que tenho de fazer uma disciplina, pois a grade do curso mudou. Não tenho nada a ver com a mudança, pois na época em que fiz o curso a tal disciplina não existia. Tenho o certificado de conclusão, em que consta que fui aprovado; do contrário, não poderia estar cursando o MBA na própria entidade.

SINDICATO

Desconto em folha é legal?

Todo mês estão sendo descontados R$ 30 do meu salário pelo Sindicato dos Trabalhadores de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, mas não sou sindicalizado. Para evitar o desconto, é preciso ir pessoalmente ao sindicato, pois foram proibidos listas ou outras formas de representação. Se não sou filiado, com que autoridade confiscam parte do meu salário? Que uso darão a esse dinheiro? Trata-se de um imposto disfarçado?

PLAUTO VALERIANI DINIZ

/ SÃO PAULO

O Sindicato dos Trabalhadores de Processamento de Dados do Estado de São Paulo não respondeu.

O leitor revela: Não recebi nenhuma informação de alteração da decisão por parte do sindicato. Quem se opôs perdeu a manhã inteira na instituição.

TRANSPORTE PÚBLICO

Decifrando a CPTM

Dá para entender o significado da sigla CPTM: Conforto? Pouco. Transtornos? Muitos!

PEDRO FELICE PERDUCA

/ SÃO PAULO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.