Nova área do aeroporto será usada só para voos domésticos

Fontes do setor dizem que Terminal Remoto abrigará operações da Gol, mas empresa não confirma nem desmente; transporte de passageiros vai ser por ônibus e carros terão estacionamento próprio

30 Novembro 2011 | 22h30

O Terminal Remoto do Aeroporto de Cumbica que será inaugurado daqui a 20 dias servirá exclusivamente para voos domésticos - que somam mais de 60% do movimento total do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Segundo fontes do setor, a Gol deve ser a companhia área escolhida pela Infraero para transferir suas operações para lá. A segunda opção é a Webjet.

Para a Infraero, é vantajoso migrar toda a operação doméstica de uma companhia de grande porte como a Gol para um terminal só. Colocar uma empresa menor para operar no Terminal Remoto não daria o resultado que a estatal mais deseja: desafogar as filas e o tumulto de passageiros em Cumbica. Em nota, porém, a empresa diz que não dará nenhuma "informação oficial nesse sentido".

Um representante do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea) diz que a mudança da Gol para o Terminal Remoto "vai criar confusão", pois a companhia também opera conexões internacionais - tem voos para Buenos Aires, Santiago, Punta Cana e Caracas, só para citar alguns destinos.

Estacionamento. A Infraero promete que a infraestrutura do Terminal Remoto será idêntica à dos outros. Ou seja, contará com lanchonete, banheiros e Wi-Fi gratuito 15 minutos antes do embarque. Por ser doméstico, porém, não terá área de free shop.

Para quem já está dentro do "saguão principal" do aeroporto, a transferência para o remoto será feita por ônibus. Para quem chega de carro, a entrada será totalmente independente dos outros terminais. Novos acessos a partir da Rodovia Hélio Smidt estão sendo construídos e as placas de sinalização vão ser atualizadas.

Um bolsão com 600 vagas - parte do novo estacionamento de 1,4 mil vagas que está em fase de licitação - também está prometido para começar a funcionar no dia 20. O atual estacionamento de Cumbica tem 2,9 mil vagas e está esgotado.

Menos aperto. Daqui a um ano, quando a segunda parte do Terminal Remoto estiver pronta, o objetivo é que Cumbica possa receber 28,5 milhões de pessoas com conforto. No ano passado, recebeu 26,8 milhões com aperto. Neste ano, só até outubro, 24 milhões de pessoas já passaram pelos Terminais 1 e 2 e há estimativas da própria Infraero de que esse número chegue aos 31 milhões no fim de dezembro. Na Copa de 2014, com o Terminal 3 já em operação, Cumbica terá capacidade para 35 milhões de passageiros por ano.

CRONOLOGIA

1º terminal é dos anos 1980

Janeiro de 1985

Inauguração

Aeroporto de Cumbica é inaugurado com um terminal

1991

Expansão

Feito em partes, ao lado do Terminal 1, o segundo terminal é inaugurado em 1991. Foi totalmente concluído dois anos depois.

2013

Terminal 3

Previsto para antes da Copa.

Mais conteúdo sobre:
terminalcumbicaguarulhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.